Micro e pequenas empresas criaram 55% dos empregos formais no RJ no primeiro semestre

No primeiro semestre deste ano, micro e pequenas empresas do Rio de Janeiro foram responsáveis pela geração de 55% dos empregos com carteira assinada no estado. No total, foram mais de 40 mil postos de trabalho criados entre os meses de janeiro e junho de 2023. Os dados são de pesquisa realizada pelo Sebrae RJ, com base nos dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

– As micro e pequenas empresas são de grande relevância no crescimento econômico fluminense. O segmento corresponde à grande parte das empresas no Rio de Janeiro, movimenta a economia e gera milhares de vagas de emprego.  Para fomentar esses pequenos negócios, implementamos políticas públicas de acesso a linhas de crédito e melhoramos o ambiente de negócios, simplificando e desburocratizando processos para facilitar a vida do empreendedor – afirma o governador Cláudio Castro.

De acordo com o Sebrae RJ, o setor de Serviços criou 74% do total de vagas, com destaque para restaurantes, serviços de engenharia e ensino fundamental como os principais negócios empregadores. A construção, com 22%, foi a segunda atividade com maior geração de empregos, com ênfase em construção de edifícios e obras de engenharia civil.

– Uma das prioridades do governo Cláudio Castro é estimular o empreendedorismo. As pequenas e médias empresas têm um papel fundamental para a economia fluminense, pelo potencial de geração de emprego e renda e pelo efeito multiplicador que carrega, além de dar condições para o crescimento do consumo, da arrecadação, atração de investimentos e novas oportunidades de negócios – explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, Vinicius Farah.

O levantamento do Sebrae RJ aponta ainda que, entre os municípios, o Rio de Janeiro capital teve mais de 19 mil vagas de trabalho formal criadas pelos pequenos negócios. Campos dos Goytacazes (2,1 mil), Duque de Caxias (2,1 mil), Niterói (2,1 mil), São Gonçalo (1,5 mil) e Macaé (1,4 mil) também se destacaram pelo número de empregos gerados pelo segmento. Juntas, as seis cidades foram responsáveis por 70% das oportunidades criadas pelas micro e pequenas empresas nos primeiros seis meses do ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts
  • http://sv10.hdradios.net:8376/stream
  • NValley Play